quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Policial militar fica ferido após troca de tiros com bandido em Macaíba

190RN/Mapa dos Blogs
Tiro não atravessou o para-brisa, no entanto, o militar ficou ferido no rosto por causa dos estilhaços do vidro.

Um policial militar, identificado como cabo Eduardo, ficou ferido após troca de tiros com um bandido na manhã de hoje (30) em Macaíba, na Grande Natal. A polícia estava passando pela rua do Coite, indo em direção a casa de um outro PM, quando foram informados que um homem em uma bicicleta teria acabado de roubar um aparelho celular de uma mulher.

A polícia se aproximava do bandido, quando ele atirou duas vezes em direção dos militares. Os tiros pegaram no para-choque e no para-brisa, na altura da cabeça de um dos agentes, que revidaram os disparos. Apesar do revide dos policiais, o suspeito abandonou a bicicleta e conseguiu fugir pulando o muro de algumas casas. 

O tiro não atravessou o para-brisa, no entanto, o militar ficou ferido no rosto por causa dos estilhaços do vidro.

Fonte: No minuto

Ex-presidiário é morto com tiro na cabeça em Mossoró

Fim da Linha/Mapa dos Blogs
A perícia foi realizada e constatou que a vítima foi atingida com um tiro na cabeça.

Um homem foi morto a tiros na manhã de hoje (30), no bairro Abolição IV, em Mossoró, região Oeste do estado. A vítima foi identificada como Daniel Bezerra Varela ‘Pichilingue’, de 22 anos. De acordo com a polícia, dois bandidos chegaram em uma motocicleta, efetuaram vários disparos contra o jovem, e, fugiram em seguida.

Segundo a polícia, Daniel estava entrando na porta de casa, quando a dupla chegou em uma motocicleta e disparou contra ele. A vítima teria saído a pouco tempo da cadeia, onde cumpria pena por tráfico de drogas.

A perícia foi realizada e constatou que a vítima foi atingida com um tiro na cabeça.

Fonte: No minuto

Caso Maria Luíza: Justiça adia julgamento de acusados por morte e estupro de adolescente

A juíza Eliana Alves Marinho adiou o júri dos dois acusados pelo estupro e morte da adolescente Maria Luíza Fernandes Bezerra, crime que ocorreu em abril de 2009. O motivo para o adiamento do julgamento, que ocorreria hoje (30), foi a renúncia ao caso do advogado Marcos Alânio Martins, que defende o réu Thiago Felipe Rodrigues Bezerra, o Thiago Cabeção. A nova data para o júri será o dia 19 de novembro.

Humberto Sales

Faixas foram posicionadas na área externa do fórum

Contando com um fórum lotado e grande expectativa para o início do júri, que tem Thiago Felipe Rodrigues Bezerra e Kleisson de Souza Freitas da Silva, o “Negão, como réus, a juíza informou logo no início da sessão sobre o pedido do afastamento do advogado de Thiago Cabeção. A magistrada não explanou os motivos alegados para que Marcos Alânio deixasse o caso, mas deu o prazo de 10 dias para que Thiago cabeção indique novo defensor.

Além da informação sobre o adiamento do júri, dois boletins de ocorrência registrados pela mãe de Maria Luíza, Rosilene Fernandes Bezerra, foram acostados ao processo. As denúncias dizem respeito a supostas ameaças de morte sofridas pela mãe da vítima. 

Humberto Sales

Kleisson de Souza Freitas da Silva (E) e Thiago Felipe Rodrigues Bezerra são os réus do caso

Apesar de marcado para o dia 19 de novembro, ainda não há a confirmação se o júri vai ocorrer em Natal. Está sob análise do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte um pedido da defesa dos réus para que o júri ocorra em outra cidade. A alegação é que, por ter sido um crime que teve grande repercussão e mobilizou a opinião pública, o júri poderia ser influenciado pela comoção que o caso gerou. Na hipótese de ser aceito, o júri deverá ocorrer em outro município.

O crime

A estudante Maria Luiza desapareceu na noite do dia 21 de abril de 2009 após sair da casa do namorado no bairro Bom Pastor, zona oeste de Natal. Segundo a polícia, Kleisson e Thiago Felipe abordaram e sequestraram Maria Luíza, entre 19h30 e 20h30, na avenida Mor Gouveia, no bairro do Bom Pastor. Os dois teriam usado um veículo Gol de cor branca. Seu corpo só foi encontrado seis dias depois, em um matagal no Jardim América.

Humberto Sales

População compareceu para acompanhar o júri

No laudo realizado pelo Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep) foi confirmada que a morte foi causada por estrangulamento, após abuso sexual da vítima. Ainda ficou comprovado o “vilipêndio” do cadáver. Os assassinos introduziram um galho de árvore na vagina da vítima antes de ocultar o corpo.

Segundo as investigações, os acusados assediavam a adolescente, que não correspondia às investidas. Diante das recusas de Maria Luíza, os acusados sequestraram a menina e a levaram para a casa de um deles (Kleisson), no conjunto Jardim América, local onde os abusos sexuais aconteceram, além das agressões e do homicídio. Em seguida, o corpo foi transportado até um lixão, onde foi enterrado após maus tratos.

Denúncia

Em dezembro de 2012, o Ministério Público entregou a denúncia contra os acusados após as investigações em conjunto com a Polícia Civil apontarem Thiago e Kleisson como responsáveis pela morte da estudante. Segundo a denúncia, a dupla sequestrou, estuprou e assassinou a adolescente.

Emanuel Amaral

Rosilene Bezerra, mãe de Maria Luíza, pede condenação dos réus

Thiago Felipe Rodrigues Pereira foi denunciado por homicídio, sob as qualificações de motivo torpe, asfixia e em uma emboscada. Além disso, a denúncia prevê o enquadramento dele em sequestro e cárcere privado com fins libidinosos e contra adolescentes, roubo, vilipendiação e ocultação de cadáver, estupro com lesão grave e crime de uso de violência ou grave ameaça para tentar coagir testemunhas.

Contra Kleisson de Souza Feitas da Silva, as acusações são as mesmas, com exceção da coação de testemunhas. A denúncia também coloca que ambos cometeram os crimes em um igual nível de competência.

Fonte: Tribuna do Norte

MPE apura denúncia contra delegado

Em áudios disponibilizados em grupos de policiais militares na rede social whatsapp, dois policiais, um militar e um civil, revelaram que estariam marcados para morrer. Na conversa, que acabou vazando, eles falam que a suposta ameaça de morte tem por trás um delegado, que até já teria contratado um pistoleiro.

Emanuel Amaral

Adson Kepler: denúncias são infundadas e ainda sem provas

A ameaça estaria relacionada com a denúncia que o policial militar fez ao Ministério Público do RN envolvendo o delegado em um crime de extorsão durante uma ocorrência policial, em meados de 2013. De acordo com o conteúdo de uma das conversas no whatsapp, na ocorrência em questão “o PM prendeu um traficante, mas o delegado o soltou após fazer um acordo com ele. Pouco tempo depois, o mesmo policial viu o traficante na rua e o levou para a delegacia novamente. O traficante falou que tinha pago num sei quantos mil reais ao delegado e aos agentes para ser solto. Então ele (o policial que realizou a prisão) botou o caso para frente para não ser prejudicado. Por isso, ele está sendo ameaçado de morte pelo delegado, que contratou até matador”.

Sobre o caso, o comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Araújo, confirmou onem à TRIBUNA DO NORTE que em 2013 o policial fez a denúncia ao Ministério Público e que o suposto crime de extorsão está sendo investigado. “Eu o ouvi no ano passado, em maio. Ele esteve no quartel da PM e narrou uma história de uma ocorrência policial em que teve participação e que terminou com a prisão de uma pessoa e sua condução à delegacia. Pela narrativa que ele me fez, eu considerei grave a denúncia e no mesmo momento o encaminhei aos promotores. Ele saiu do quartel numa viatura direto para o Ministério Público. Lá, foi ouvido e iniciou-se uma investigação”, disse Araújo, que ontem voltou a ouvir o policial.

Mas, dessa vez, foi sobre a suposta ameaça de morte. Mais uma vez, Araújo encaminhou o policial ao MPE para ele se explicar sobre o áudio do whatsapp. Diante da gravidade da denúncia, o comandante da PM também designou um efetivo policial para garantir a segurança do denunciante e de sua família. 

O delegado acusado negou as denúncias e o Ministério Público, procurado pela TRIBUNA DO NORTE, não se pronunciou. No entanto, o delegado geral da Polícia Civil, Adson Kepler Monteiro Maia, disse que tem conhecimento de que até agora não houve provas, nem elementos suficientes para uma denúncia por parte do Ministério Público e que não há processo criminal contra os acusados.

“A Polícia Civil atendeu todas as requisições do MP. Na época, inclusive, foram apreendidos computadores na delegacia”, informou Kepler, que disse ter estranhado a revelação repentina, através de áudio, de informações desencontradas e ilações, para se criar um pandemônio”. 

Ele garantiu, no entanto, que vai apurar o que foi dito com rigor, para, no final, revelar se houve ameaça ou se os áudios são caluniosos, com intenção de difamar, se há algum objetivo escuso por trás. “Soube pelo whatsapp. Ninguém nunca procurou a delegacia para fazer denúncia de ameaça”, afirmou o delegado geral.

Fonte: Tribuna do Norte

Quadrilha bloqueia entrada de cidade do RN e explode caixas eletrônicos

Do G1 RN

Agências do Bradesco e Banco do Brasil ficaram destruídas com as explosões (Foto: Valber Moura/G1)

Uma quadrilha especializada em arrombamentos de caixas eletrônicos explodiu terminais do Banco do Brasil e do Bradesco na madrugada desta quinta-feira (30) em Campo Redondo, a cerca de 140 quilômetros de Natal. Segundo a Polícia Milita, as duas agências ficam numa mesma rua, distante 50 metros uma da outra.

Em contato com o G1, o capitão Valber Moura, comandante da PM na região, explicou que a ação aconteceu por volta das 3h. “Fomos alertados por um vigia de rua, que viu a movimentação dentro de uma das agências. Ele ainda ligou para o celular do soldado que estava de plantão na delegacia e disse que ele não saísse do local, porque um dos criminosos estava armado com um fuzil na frente do prédio”, revelou. “O próprio vigia foi alvo de disparos. Por sorte ele saiu correndo e não foi atingido”, acrescentou o oficial.Para evitar qualquer possibilidade de reação da polícia, um veículo foi usado para bloquear a estrada que dá acesso ao município, grampos de metal foram jogados na pista, e um dos assaltantes ficou de prontidão - armado com um fuzil - em frente à delegacia da cidade. A quantia levada não foi divulgada.

Ainda de acordo com o capitão, a quadrilha ainda rendeu o motorista de uma van que fazia o transporte de pacientes para hospitais em outras cidades. “Eles ordenaram que descessem do carro e fossem embora. Além do motorista, tinham três pacientes, que foram largados no meio da pista. Depois os criminosos pegaram o veículo e o atravessaram na estrada, bloqueando a passagem e a entrada do município”, afirmou. 

O capitão contou que grampos de metal foram jogados na pista para furar os pneus dos carros da polícia que tentassem perseguir os assaltantes. “Depois que explodiram os terminais, ele fugiram com direção à cidade de Picuí, na Paraíba. Sabemos disso porque o veículo que eles usaram foi abandonado na estrada e incendiado. Achamos o carro ainda pegando fogo”, finalizou.
Van foi usada para bloquear entrada da cidade, e grampos de metal jogados na pista para impedir passagem dos carros da polícia (Foto: Valber Moura/G1)

Jovem é morto enquanto bebia ao lado de amigo em Natal


Rua Nova Colina, conjunto Jardim Progresso, bairro Nossa Senhora da Apresentação, zona norte de Natal. Este foi o endereço da violência a tiros na noite de hoje, 29.

Douglas Costa Bezerra, de 20 anos, que tinha passagem na polícia por porte ilegal de arma de fogo e atualmente respondia em regime semiaberto por tráfico de drogas, foi morto a tiros na calçada da residência de um amigo, enquanto bebiam juntos.

De acordo com a Polícia Militar que esteve no local isolando o corpo, foi por volta das 17h40 que a Central de Operações da Polícia Militar informou o crime. Um amigo da vitima que estava junto a ela no momento da ação criminosa disse que um homem em uma bicicleta parou em frente a vitima e efetuou dois disparos. Douglas não resistiu as ferimentos e morreu no local.

Populares não souberam informar quem teria cometido o ato criminoso e nem por qual motivo. Agentes da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, DEHOM, estiveram no local para dar inicio as investigações.

190rn.com

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Guarda Municipal assina convênio para realizar rondas ostensivas em escolas de Natal

Foto: Divulgação

A Guarda Municipal de Natal, através da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social, assinou um convênio para, a partir de agora, realizar rondas ostensivas e preventivas nas escolas municipais. A parceria feita com a Secretaria Municipal de Educação deverá reforçar a segurança e, principalmente, resgatar a tranquilidade para alunos, pais e professores.
Secretário Paulo César durante solenidade com o prefeito Carlos Eduardo.

“Além do trabalho de rondas ostensivas, será feito um trabalho de monitoramento e segurança preventiva, com palestras para os alunos. Então, ganha a sociedade, ganha o cidadão natalense. Podem ter certeza que todos que fazem a Secretaria de Segurança darão o máximo para alcançar os objetivos do projeto”, disse o secretário Paulo César Ferreira da Costa.

De acordo com ele, a Ronda Escolar da Guarda Municipal terá como foco evitar a circulação de drogas no ambiente das escolas, bem como inibirá a atuação de assaltantes nas imediações e até mesmo dará mais segurança aos educadores.

O prefeito Carlos Eduardo falou da importância do projeto. “A gente reconhece que a Guarda Municipal já vem desempenhando um grande trabalho na proteção ao patrimônio da Prefeitura e do povo de Natal, bem como até atuado na área das escolas. Mas com esse convenio isso será reforçado. É importante frisar que o principal redutor da violência é a educação, então, a garantia de mais segurança nas escolas será fator decisivo”, declarou.

Com a assinatura do convênio entre a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social e a Secretaria Municipal de Educação, os guardas municipais que estiverem de folga irão integrar a ronda ostensiva nas escolas, recebendo diárias operacionais pelos serviços prestados.

Fonte: Portal BO

Polícia apreende oito caça-níqueis e fecha casa de jogos ilegais em Natal

Do G1 RN

Casa de jogos funcionava no bairro Cidade da Esperança
(Foto: Divulgação/Polícia Civil do RN)

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte fechou uma casa de jogos ilegais e apreendeu oito máquinas caça-níqueis na tarde desta quarta-feira (29) no bairro Cidade da Esperança, na Zona Oeste de Natal.

A delegada Karla Viviane, titular da 8ª Delegacia de Polícia Civil de Natal, explica que duas pessoas, um segurança e a administradora do local, foram levados para a DP para assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Um idoso de 73 anos era o único cliente que estava no local no momento da operação Ele também será ouvido na delegacia antes de ser liberado.

Caso Maria Luiza: réus irão para júri popular nesta quinta-feira

Mais de cinco anos após o assassinato da adolescente Maria Luiza Fernandes Bezerra, de 15 anos, os acusados do crime, Thiago Felipe Rodrigues Bezerra, o “Thiago Cabeção”, e Kleisson de Souza Freitas da Silva, o “Negão”, irão a júri popular amanhã. Marcado para às 8h desta quinta-feira (30), o julgamento acontecerá no Fórum Miguel Seabra, em Lagoa Nova.

De acordo com o processo disponível no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), 42 pessoas serão testemunhas durante o julgamento, incluindo a mãe da vítima, Rosilene Fernandes Bezerra. “Eu estou muito confiante, pois sei que o processo já tem provas suficientes para incriminar cada um dos suspeitos. Tenho certeza de que eles serão condenados. Apesar de achar que parte das testemunhas não irão comparecer”, disse.

Arquivo TN

Maria Luíza foi morta em abril de 2009 com requintes de crueldade

O crime aconteceu abril de 2009 no bairro Bom Pastor e chocou a população. Em dezembro de 2012, o Ministério Público entregou a denúncia contra os acusados após as investigações em conjunto com a Polícia Civil apontarem Thiago e Kleisson como responsáveis pela morte da estudante. Segundo a denúncia, a dupla sequestrou, estuprou e assassinou a adolescente.

Thiago Felipe Rodrigues Pereira foi denunciado por homicídio, sob as qualificações de motivo torpe, asfixia e em uma emboscada. Além disso, a denúncia prevê o enquadramento dele em sequestro e cárcere privado com fins libidinosos e contra adolescentes, roubo, vilipendiação e ocultação de cadáver, estupro com lesão grave e crime de uso de violência ou grave ameaça para tentar coagir testemunhas. Já para Kleisson de Souza Feitas da Silva, as acusações são as mesmas, com exceção da coação de testemunhas. A denúncia também diz que ambos cometeram os crimes em um igual nível de competência. 

O crime

A estudante Maria Luiza desapareceu na noite do dia 21 de abril de 2009 após sair da casa do namorado no bairro Bom Pastor, zona oeste de Natal. Se corpo só foi encontrado seis dias depois, em um matagal no Jardim América. No laudo realizado pelo Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep) foi confirmada que a morte foi causada por estrangulamento, após abuso sexual da vítima. Ainda ficou comprovado o “vilipêndio” do cadáver. Os assassinos introduziram um galho de árvore na vagina da vítima antes de ocultar o corpo.

Segundo as investigações, os acusados assediavam a adolescente, que não correspondia às investidas. Diante das recusas de Maria Luiza, os acusados sequestraram a menina e a levaram para a casa de Kleisson, no conjunto Jardim América, local onde os abusos sexuais aconteceram, além das agressões e do homicídio. Em seguida, o corpo foi transportado até um lixão, onde foi enterrado após maus tratos.

Júri popular

O Júri Popular é composto por sete pessoas da sociedade civil, que são escolhidas para compor o Tribunal e têm a incumbência de julgar os réus. A decisão que obtiver o maior número de votos entre os jurados é sentenciada pelo magistrado que presidir o julgamento.

Menina de 13 anos é baleada em Macaíba


Uma cena triste aconteceu na cidade de Macaíba na noite de Terça-Feira (28) às 19h30m no Conjunto Alfredo Mesquita. O SD Ferreira do 11ºBPM conversou com aCONNECTTV e disse que uma menina de apenas 13 anos de idade estava na sua residencia localizada na rua Potengi, quando um rapaz chegou em sua casa querendo comprar dindim, nesse mesmo momento, quando adolescente estava atendendo o rapaz, um meliante em uma moto de placa não identificada se aproximou e efetuou os disparo atingindo o pescoço da menina. A vitima foi socorrida para a UPA de Macaíba por um veiculo particular e depois foi transferida pela SAMU para um outro hospital. Ate o momento a Policia desconhece o motivo do atentado.

Fonte: Connecttv

Polícia prende empresário acusado de aplicar golpes em noivos

A equipe de policiais civis da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR) prendeu, na tarde de ontem (28), o organizador de eventos Roque Anderson Andrade de Souza, 35 anos. O empresário, que é acusado de lesar dezenas de noivos no estado da Bahia, foi preso no Walfredo Gurgel.

De acordo com a Polícia O estelionatário é acusado de desrespeitar contratos, adulterar datas de cheques, debitar quantias indevidamente e de desaparecer com o dinheiro de seus clientes e fornecedores antes da realização dos eventos contratados. Além disso, sete processos cíveis contra o empresário e sua empresa correm em juizados especiais do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), quase todos baseados na defesa do consumidor.

Segundo a Degepol, a ajuda da população foi fundamental na prisão do estelionatário, que só foi possível através de uma denúncia anônima feita pelo número 181. A prisão do foragido, que contou com o apoio do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil (NIP), ocorreu no Hospital Walfredo Gurgel, onde Anderson encontra-se internado em virtude de uma cirurgia que realizou no estômago. 

O suspeito permanecerá sob custódia no Hospital Walfredo Gurgel até se recuperar da cirurgia e, em seguida, será encaminhado para Salvador, onde ficará à disposição da Justiça da Bahia.

Com informações da Degepol.

Fonte: Tribuna do Norte

Policiais acusam delegado de extorquir traficante no RN; ele nega

Do G1 RN

Soldado Dennys esteve na Secretaria de Segurança Pública nesta quarta 
(Foto: Fernanda Zauli/G1)

O delegado da Polícia Civil Graciliano Lordão, atualmente titular da DP de Canguaretama, distante cerca de 70 quilômetros de Natal, está sendo investigado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte sob a suspeita de ter recebido dinheiro, em dezembro do ano passado, para soltar um traficante de drogas preso no bairro de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal. O Policial Militar e o agente de Polícia Civil que fizeram a denúncia ao MP à época dizem que agora estão sendo ameaçados de morte. Em contato com o G1, o delegado nega as denúncias.

Na noite desta terça-feira (28), o soldado Denis Fernandes de Brito Lima, lotado no 5º Batalhão da PM, e o agente Gustavo, que ainda trabalha na 15ª DP, gravaram e enviaram para grupos de WhatsApp áudios nos quais pedem socorro, dizem estar marcados para morrer e afirmam ter tomado conhecimento de que o delegado teria contratado pistoleiros da cidade de Mombaça, no estado do Ceará, para matá-los.

“Sobre a denúncia da extorsão tudo isso é um mal entendido e não procede. Na verdade não posso dar detalhes neste momento porque se trata de uma investigação muito grande. Em relação a essa história de que teria contratado pistoleiros pra executar policiais é uma grande mentira, mas na hora exata toda a verdade vai aparecer”, limitou-se a dizer o delegado Graciliano Lordão em entrevista ao G1.

Coronel Araújo (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Escolta

Ainda na noite desta terça, o comandante geral da PM, coronel Francisco Araújo SIlva, enviou mais de 30 homens do Batalhão de Choque e do Bope para a casa do soldado, onde permaneceram de guarda durante toda a noite e madrugada. "Vamos manter a escolta ao PM e aguardar um posicionamento do Ministério Público", disse o comandante. Segundo ele, o soldado tem 41 anos, está na PM há 10 anos e tem uma conduta ilibada.

Já na manhã desta quarta, o soldado esteve na sede da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed). Ele chegou ao local escoltado e usando colete a prova de balas. O titular da Sesed, general Elieser Girão Monteiro orientou o soldado a procurar o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público. "Existe uma investigação no MP sobre esse caso e será dada a resposta que a sociedade espera", disse o secretário.

O delegado geral de polícia civil, Adson Kepler, disse estranhar a denúncia de ameaças sofridas pelo soldado e pelo agente e não entender o que chamou de "pandemônio nas redes sociais" acerca do caso. "Tudo isso atrapalha a investigação que está em curso. Vamos agora investigar a veracidade dessa ameaça. Se houve ameça, os envolvidos serão punidos e se houve calúnia, também haverá punição", disse.

Extorsão

O soldado Denis conta que em meados de 2013 prendeu um suspeito de tráfico de drogas em Ponta Negra e o encaminhou para a 15ª Delegacia de Polícia no mesmo bairro. De acordo com o soldado, em uma busca realizada na casa do suspeito foram encontrados R$ 20 mil em dinheiro. Segundo ele, o delegado Graciliano Lordão não autuou o suspeito e dias depois, mais uma vez, o soldado se deparou com o suspeito solto quando o próprio disse que teria pago ao delegado para ser solto.

O soldado relatou a situação para o comando da Polícia Militar e o caso foi encaminhado para o Ministério Público que instaurou inquérito para apurar as denúncias.

Lordão

Graciliano Lordão tem 47 anos. Vinte e seis deles, dedicados à Polícia Civil. Nasceu em Santa Rita, na Paraíba, mas mora há 11 anos no RN. No estado, tem passagem pelas delegacias de Furtos e Roubos, em Natal, 1ª DP de Parnamirim, e 15ª DP de Ponta Negra, também na capital potiguar.
Delegado Graciliano Lordão nega as denúncias feitas pelos policiais
(Foto: Ney Douglas/Novo Jornal)

CRIME BRUTAL NA CIDADE DE LUCRÉCIA-RN


A Pacata cidade de Lucrécia na Região Oeste do Rio Grande do Norte registrou no final da noite de ontem, 28 de Outubro, seu primeiro crime de homicídio, no ano de 2014. O crime aconteceu na Praça Adrião Duarte no Centro da cidade por volta de 23 horas e 05 minutos, segundo registro da Policia local. A vitima, Francisco Marcondes Rodrigues de 36 anos de idade, agricultor, residente na Avenida Lauro Maia no Centro de Lucrécia, foi surpreendido e morto com muitos disparos de arma de fogo dentro do carro que dirigia. A ocorrência foi registrada na Delegacia Regional de Patu. A Policia local procura informações sobre os possíveis acusados e a motivação. Segundo informações, não confirmadas pela Policia, há cerca de dois anos, Marcondes se envolveu em uma briga durante um jogo na cidade de Frutuoso Gomes e teria matado uma pessoa, o que leva a policia acreditar em crime de vingança.

Texto O Câmera/Foto Whatsapp

Postagem do Passando na Hora

DUPLA FOI PRESA COM ARMAS APÓS HOMICÍDIO EM EXTREMOZ

Fonte: Blog 190/RN

Na tarde desta terça-feira (28/10), policiais militares da Rádio Patrulha 1142, prenderam uma dupla de homicidas logo após terem assassinado Fabiano Félix da Silva, 23 anos e ferido gravemente outras duas pessoas, na cidade de Extremoz, região metropolitana de Natal.
FABRÍCIO AMORIM FERREIRA DO NASCIMENTO, 28, e FELIPE MONTEIRO DE PONTES DANTAS, 31, foram presos com uma pistola Glock, calibre .380 com quatro carregadores e um revólver calibre .38 municiado, no momento em que deixavam o local do crime, em um veículo Chevrollet Prisma Joy, de cor prata e placas NNQ – 3052. Ambos são moradores da Rua Monte Carlo e Rua Monte Alegre na Praia do Meio.
Segundo informações da Polícia Militar, Fabrício desceu do veículo e efetuou vários disparos de pistola nas costas e na cabeça da vítima não permitindo qualquer chance de defesa, enquanto Felipe permanecia ao volante para facilitação da fuga.
Outras vítimas identificadas como Arian e Heriberto, foram socorridas para o Hospital Santa Catarina na Zona Norte de Natal com disparos nas pernas e nas costas.
Fabrício Amorim responde pelo crime de tráfico de drogas, porte ilegal de armas, receptação de produtos roubados, além de ser suspeito de outros homicídios.
Apoiaram a ocorrência policiais militares da Força Tática, Rádio Patrulha de Ceará Mirim e Agentes de Inteligência ( ARI ).

CIGANOS ACUSADOS DE EFETUAREM DISPAROS NO BAIRRO SILVIO BEZERRA DE MELO SÃO PRESOS EM FLORÂNIA COM ARMAS E MUNIÇÕES

Na tarde dessa terça um individuo conhecido como Naldinho Cigano efetuou vários disparos de arma de fogo contra a residência de uma cigana identificada como MARIA DAS VITÓRIAS VICENTE que estava dentro da residência com uma criança de 01 ano de idade. 
Os irmãos da cigana identificados como JOSÉ FRANCISCO SOARES DE 38 ANOS E FRANCISCO LEANDRO ARAÚJO DA SILVA DE 30 ANOS, ambos residentes na cidade de Bom Jesus/RN, vieram a Currais Novos e por volta das 18h efetuaram vários disparos contra a residência de Naldinho Cigano e fugiram pela BR 226 sentido Florânia. A Polícia Militar foi acionada e informada sobre o veículo usado na ação, um celta preto, saíram em diligência e com ajuda da rádio patrulha de Florânia conseguiram abordar o veículo e prender os acusados que estavam com 02 revólveres calibre 38, 08 munições deflagradas e 13 intactas. 
Os presos admitiram ter efetuado os disparos, mas alegam que a casa tava vazia e queriam apenas assustar o Naldinho Cigano que teria atirado na casa da irmã deles. 
Os presos foram encaminhados para Currais Novos onde foram autuados por porte ilegal de arma de fogo e disparos em via pública. 
A Polícia também recebeu a informação que um veículo Gol cinza estaria envolvido na ação, porém não foi localizado.

Fonte: 3ª CIPM de Currais Novos