sexta-feira, 16 de agosto de 2013

O CAOS DA POLICIA CIVIL EM MOSSORÓ/RN.

A Policia Civil de Mossoró está em queda! Um verdadeiro caos! No ano de 2010 ouve uma reestruturação, vamos dizer que houve uma melhora na parte física, humana, logística na policia civil. A cidade contava com delegados, escrivãs e agentes, viaturas e armamentos em todas as delegacias.
Mas hoje infelizmente não é possível enxergar estas melhorias que num passado bem próximo era possível se notar a olho nu. Vamos esclarecer melhor para que nosso web leitor entenda.
Pois bem! Vamos às comparações! A “DIVIPOE” Divisão de Policia do Oeste, uma delegacia importantíssima no combate ao crime, tinha uma sede locada no Bairro Nova Betânia, bem estruturada, com várias viaturas, armamentos que não deixava os agentes inferiores aos bandidos, tinha um delegado titular, bacharel Odilon Teodósio, duas delegadas adjuntas, Dra. Daniela Figueiredo e Dra. Karla Viviane, um escrivão e 10 agentes de policia não foi despejada por falta de pagamento do aluguel, porque saiu antes da ordem do despejo, hoje quase não se fala desta importante delegacia em Mossoró. Hoje está funcionando em uma sala dentro da DEFUR/Mossoró, que tem um delegado como titular Dr. Renato Oliveira, e três agentes de policia, não tem mais escrivão, nem estrutura alguma, não tem um bom funcionamento no combate ao crime, não por incompetência do seu delegado e seus agentes, pois Dr. Renato é conhecido em todo estado como um delegado competente e operacional, mas infelizmente é sobrecarregado, pois além da delegacia da Cidade de Apodi, onde o mesmo é titular, carrega nas costas a responsabilidade de mais 16 delegacias de policia civil em diferentes cidades, e ainda a DIVIPOE! Os três agentes lotados na referida delegacia, estão levando a delegacia como uns guerreiros, pois o estado não dar as mínimas condições de trabalhar a mesma para que os agentes saiam às ruas para combater o crime.

E nesse jogo de empurra! Empurra! Cobre um santo! Descobre outro! É assim que a nossa policia civil esta funcionando na nossa querida cidade de Mossoró, todas as delegacias civil de Mossoró, estão perdendo delegados, agentes e escrivãs, numa roda de transferência da cidade de Mossoró para outras cidades vizinhas, a “DEA” Delegacia Especializada em Apoio ao Menor infrator, que é uma delegacia que recebe muitas ocorrências, pois existe um enorme fluxo de menores infratores praticando delitos criminosos e ilícitos na cidade, que são levadas aquela delegacia diariamente, lá também não tem delegado nem escrivão, a delegada, Dra. Liana Aragão que era a titular, foi transferida para prestar seus trabalhos de policia investigativas na Cidade de Umarizal. Mossoró ficou descoberta, a 2ª Delegacia de Policia de Mossoró que tem como titular o Dr. Nivaldo Floripes que também responde pela delegacia civil da Cidade da Serra do Mel, lá também não tem escrivão e a estrutura é a mínima possível, a 1ª Delegacia de Policia, falta escrivão, a estrutura para se fazer um bom trabalho também não tem, o Dr. Fabio Montanha e sua equipe também passa por estas dificuldades, a “DEFUR” do competente bacharel Luís Fernando, não fica atrás, que num passado bem próximo também teve dois delegados adjuntos, Dr. Rafael Arraes, que hoje responde pela DENARC/Mossoró e Dr. Herlanio Cruz que foi transferido para a capital do estado e estar na DEFUR/Natal, perde agentes e passa também por dificuldades na sua pasta, a “DEHOM” Delegacia Especializada em Homicídio de Mossoró, do Dr. Roberto Moura, foi criada no ano se não mim falha a memoria em maio de 2011, se estiver errado me corrijam. Hoje sofre do mesmo mal da DIVIPOE, pois a locação está em atraso, o governo não esta cumprindo com sua obrigação de pagar o aluguel em dia, podendo passar pelo o risco de despejo. A “DENARC” Delegacia Especializada em Narcóticos do bacharel Rafael Arraes, parece que não sofreu baixa de agentes, mais também trabalho sem estrutura, a “DEAM” Delegacia de Apoio a Mulher, da Dra. Cristiane Magalhães que desenvolve um trabalho excelente no combate a violência contra a mulher, também não é bem estruturada para a função do exercício da delegada e dos agentes civis daquela especializada, a Defraudações do Dr. José Vieira que funciona em conjunto com a 1ª DP no mesmo prédio, a situação é precária, uma sala para o delegado, escrivão e agentes, não tem estrutura para um bom funcionamento, mesmo com a boa vontade de trabalhar do delegado e sua equipe, a 2ª Delegacia Regional de Mossoró, que é uma delegacia administrativa, seu titular o bacharel Dr. Denis Carvalho da Ponte, com uma larga experiência e muitos serviços prestados dentro da corporação da policia civil, esta sim era pra ter uma estrutura grande para dar suporte aos seus delegados e suas delegacias distritais que lhe são subordinadas, mas não tem suporte físico, estrutural e financeiro para si e nem para dar aos delegados e suas delegacias, ainda ressaltamos a saída de três delegados experientes como Dr. Robério Pinto por motivo de aposentadoria, Dr. Cleiton Pinho que foi para a Foça Nacional e Dr. Odilon Teodósio que foi transferido para Natal, isso sem falar na parte humana que teve uma baixa de quase 40 agentes transferidos para outras cidades. Enfim esse é o retrato da nossa querida e amada policia civil de Mossoró, trabalha e vão as ruas porque existe aquele velho ditado de quem trabalha DEUS ajuda, pois apoio da Secretaria de Segurança e do Governo do Estado. Necas de pitibiribas! Só DEUS no caso! E na proteção dos nossos policiais civis.

Por Júnior Dantas - 4DZPatrulha/Via Passando na Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário